Cafeterias são mais do que lugares para se tomar café

Não é de hoje que o formato da cafeteria tem adquirido cada vez mais uma identidade própria. A proposta desses lugares não é somente oferecer um bom café e acepipes, mas sim, proporcionar ao cliente uma experiência, um tempinho de pausa ou talvez um encontro entre amigos ou clientes. Até aí nenhuma novidade, o ponto é que cada vez mais os estabelecimentos apostam em características únicas que possam causar um impacto na fruição do cliente.

Resultado de imagem para maneki café

Maneki Neko ou “gato da sorte”

O Maneki Café em Curitiba é um desses exemplos. Eles apostaram em servir não só os tradicionais salgados e bebidas, como também pratos de origem japonesa. Lanches como o famoso doce dorayaki, manju e o sanduíche tonkatsu, e várias outras opções de culinária japonesa voltada para cafés. Além disso, o espaço tem como tema o gatinho que o nomeia, símbolo de boa sorte e sem sombra de dúvidas, um dos animais que os japoneses mais gostam!

Um outro diferencial do espaço, e que nos fez conhecê-lo, é a iniciativa de promoção de cultura – especialmente japonesa, mas não somente – como oferta de espaço para pequenos workshops e apresentações.

Kamishibai, o teatro de papel japonês

Nesta sexta dia 05 de julho, nossa colega Lua Bueno Cyríaco (artista gráfica e co-editora da Urso e BuruRu) promoveu, no Maneki Café, uma apresentação dos alunos do curso de extensão sobre kamishibai, realizado semestralmente pelas professoras Satomi Oishi Azuma e Márcia Hitomi Namekata da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

WhatsApp Image 2019-07-05 at 17.45.39

kamishibai no Maneki Café por Victoria Toscani e Leonardo Vinícius, alunos da UFPR.

O kamishibai é um formato de contação de histórias originário do Japão, que se popularizou muito no período pós-guerra. Nele, utiliza-se o auxílio de lâminas com desenhos dispostas em um tipo de mini-palco, que o kamishibaya (o contador de histórias de kamishibai) passa enquanto conta a história, fazendo vozes e efeitos sonoros. A face ilustrada fica voltada ao público, enquanto a história em si, fica voltada para o contador.

Os responsáveis pela apresentação desta sexta feira foram os alunos de letras japonês da UFPR – e também participantes do curso de extensão de kamishibai-, Victoria Toscani e Leonardo Vinícius. No curso, além de aprender sobre o kamishibai, realizam junto aos professores traduções de histórias tradicionais japonesas (mukashi banashi), contos que muitas vezes remontam de mais de 5 séculos no passado!

WhatsApp Image 2019-07-05 at 17.44.32Durante o dia, várias pessoas vieram especialmente para a apresentação, mas também havia quem chegasse no café e se sentisse curioso com o que estava acontecendo. Os participantes juntaram as mesas a fim de ficarem mais próximos para ver e ouvir as histórias tradicionais que falavam de viagens mágicas, ratinhos e cachorros fantásticos e sobre como agir com gratidão.

Ao final, todos ficaram bem satisfeitos, e é certo que a Victoria e o Leonardo voltarão mais vezes para contar novas histórias para um novo público (talvez o antigo também apareça novamente, quem sabe) e também para outras ações de promoção da cultura e língua japonesa!

Workshop & ponto de venda

O próximo workshop com o qual estamos envolvidos será o de mangá, dessa vez ministrado pela Lua Bueno Cyríaco, no dia 20 de julho, das 10h às 11h30 voltado para os que curtem o estilo de desenho japonês, de todas as idades a partir de 6 anos.

O workshop será destinado aos iniciantes e a proposta é aprender a desenhar um chibi, um tipo de desenho que deforma as proporções, deixando os personagens com uma aparência mais fofa, um recurso muitíssimo usado e apreciado pelos fãs do gênero.

Não precisa se preocupar se você não sabe desenhar, a professora irá passar a forma mais simples de seguir a proporção e poder começar a se divertir com seus próprios traços! Por isso, para essa oficina você só precisará levar seu entusiasmo e a colaboração de R$20 (inscrição no local), que custeará material e também dá direito a um delicioso lanche do Maneki Café (o dorayaki é a estrela desses lanchinhos). Mas atenção, as vagas são limitadas a apenas 7 participantes.

Para realizar sua inscrição antecipada (com opções que dão direito a um fofo copo de café estampado com desenho exclusivo da Lua ou uma cadernetinha artesanal), basta acessar ao sympla!

Desenho feito por Lua Bueno em time lapse

E além do workshop, nós temos o prazer de selar essa parceria – que não fica por aqui, ainda virão várias coisas – dizendo que o Maneki Café é agora um ponto de venda das Editoras Urso e BuruRu!

Em um cenário com cada vez menos livrarias pequenas e de bairro, os cafés acabam sendo também um refúgio daqueles que buscam uma boa leitura, e em especial no Maneki Café, agora você poderá conhecer mais de perto o trabalho das duas microeditoras curitibanas.

Visite o Maneki Café, que fica da Av. Marechal Floriano Peixoto, 815 (a poucos metros do Maneki Lámen, bem próximo ao Shopping Estação) e prove um pouco mais da cultura e gastronomia japonesas 😉

maneki café

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: