Oferta!

Minha vida como gueixa: a verdadeira história de Mineko Iwasaki

R$39,90 R$30,00

Editora: JBC

Ano: 2006 | 290 páginas

Sinopse: “As gueixas não são prostitutas. Não vendem seu corpo, mas sua arte.” Esse é o principal recado que Mineko Iwasaki, a gueixa mais famosa do Japão, dá ao mundo. Sentindo-se ofendida pelo modo como seu universo foi retratado em Memórias de uma Gueixa, primeiramente no livro e agora com o filme, ela resolveu ir aos tribunais norte-americanos processar Arthur Golden, autor da história, por difamação, quebra de contrato e violação de direitos autorais. E mais: resolveu dar sua própria versão para os fatos, escrevendo como realmente vive uma gueixa. O resultado é “Minha vida como gueixa – a verdadeira história de Mineko Iwasaki”, escrito em parceria com a jornalista americana Rande Brown e lançado agora no Brasil, pela Editora JBC. Além do texto rico em descrições detalhadas, o livro traz várias fotos históricas do universo das gueixas. Tudo começou quando Arthur Golden pediu entrevistas a Iwasaki para escrever seu livro. Ela topou revelar um pedaço do misterioso e inacessível mundo das gueixas, com a condição de não ter a identidade revelada. Um menção ao seu primeiro nome nas páginas de agradecimento e as distorções de seu depoimento, no entanto, levaram Iwasaki a decidir contar sua própria história. O livro já foi lançado em mais de vinte países e, nos Estados Unidos, ficou por várias semanas na lista dos mais vendidos do New York Times. “Em três séculos de história das gueixas, jamais uma mulher veio a público contar detalhes de sua vida. Nós somos compelidas por regras implícitas a não fazê-lo em hipótese alguma”, conta Iwasaki, que foi muito criticada no Japão por revelar o universo das gueixas e sua intrincada relação com a elite da sociedade japonesa. Em “Minha vida como uma gueixa”, Iwasaki revela desde o rigoroso treinamento das gueixas – que, no seu caso, incluiu até a sua adoção por um estabelecimento comercial, o que a tirou de sua família aos 3 anos -, até elas decidirem se aposentar. Durante sua carreira, Mineko conviveu com os homens mais ricos e poderosos do Japão e também personalidades mundiais como a rainha Elizabeth, o príncipe Charles, o diretor de cinema Elia Kazan, entre muitos outros nomes famosos que ela entreteu nas noites de Kyoto. Mais que a biografia de uma gueixa, este livro é uma verdadeira aula sobre a cultura japonesa.

3 em estoque

Calcular Frete CFPP
Forma de Envio Custo Estimado Entrega Estimada

Descrição

Editora: JBC

Ano: 2006 | 290 páginas

Sinopse: “As gueixas não são prostitutas. Não vendem seu corpo, mas sua arte.” Esse é o principal recado que Mineko Iwasaki, a gueixa mais famosa do Japão, dá ao mundo. Sentindo-se ofendida pelo modo como seu universo foi retratado em Memórias de uma Gueixa, primeiramente no livro e agora com o filme, ela resolveu ir aos tribunais norte-americanos processar Arthur Golden, autor da história, por difamação, quebra de contrato e violação de direitos autorais. E mais: resolveu dar sua própria versão para os fatos, escrevendo como realmente vive uma gueixa. O resultado é “Minha vida como gueixa – a verdadeira história de Mineko Iwasaki”, escrito em parceria com a jornalista americana Rande Brown e lançado agora no Brasil, pela Editora JBC. Além do texto rico em descrições detalhadas, o livro traz várias fotos históricas do universo das gueixas. Tudo começou quando Arthur Golden pediu entrevistas a Iwasaki para escrever seu livro. Ela topou revelar um pedaço do misterioso e inacessível mundo das gueixas, com a condição de não ter a identidade revelada. Um menção ao seu primeiro nome nas páginas de agradecimento e as distorções de seu depoimento, no entanto, levaram Iwasaki a decidir contar sua própria história. O livro já foi lançado em mais de vinte países e, nos Estados Unidos, ficou por várias semanas na lista dos mais vendidos do New York Times. “Em três séculos de história das gueixas, jamais uma mulher veio a público contar detalhes de sua vida. Nós somos compelidas por regras implícitas a não fazê-lo em hipótese alguma”, conta Iwasaki, que foi muito criticada no Japão por revelar o universo das gueixas e sua intrincada relação com a elite da sociedade japonesa. Em “Minha vida como uma gueixa”, Iwasaki revela desde o rigoroso treinamento das gueixas – que, no seu caso, incluiu até a sua adoção por um estabelecimento comercial, o que a tirou de sua família aos 3 anos -, até elas decidirem se aposentar. Durante sua carreira, Mineko conviveu com os homens mais ricos e poderosos do Japão e também personalidades mundiais como a rainha Elizabeth, o príncipe Charles, o diretor de cinema Elia Kazan, entre muitos outros nomes famosos que ela entreteu nas noites de Kyoto. Mais que a biografia de uma gueixa, este livro é uma verdadeira aula sobre a cultura japonesa.

Informação adicional

Peso 500 g
Dimensões 14 × 21 × 3 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

Você também pode gostar de…